terça-feira, 13 de abril de 2010

Bianca 104 - Amor sem redenção - Linda Shand

Um sinal de ultrapassagem, um caminhão na pista contrária, freadas bruscas... e a colisão inevitável! A enfermeira Alison Palmer estava indo para o hospital, onde ia trabalhar, quando o dr. Richard Langford provocou o acidente que matou a acompanhante dele. Foi dessa maneira trágica e infeliz que Alison caiu nas mãos daquele homem sem coração, que seria seu carrasco. Mesmo assim, apaixonou-se perdidamente e, tola demais, demonstrou isso. Não devia ter fraquejado, pois Richard se aproveitou, obrigando-a a usar aquele maldito anel de noivado, símbolo da sua força, recompensa pela morte da mulher que ele tinha amado.

Bianca 103 - Amargo regresso - Elizabeth Ashton

Hoje Frances sabia por que aceitara casar com Gray Crawford: tinha sido por amor. Percebia que não era correspondida, mas, jovem e inexperiente, cedeu ao impulso de ligar-se àquele homem. Talvez, com o tempo… Porém, Frances não teve chance: assim que o casamento foi consumado, Gray desapareceu, inexplicavelmente. Passaram-se dezoito meses antes de ele regressar. E antes não tivesse voltado! Agora, diante dele, ela se perguntava o que era pior: sofrer longe de Gray ou sofrer ao seu lado? Sim, porque Gray havia se transformado num homem muito diferente, transtornado, amargo. E odiava Frances como a uma inimiga!

Bianca 102 - Passaporte para o Caribe - Lydia Balmain


Quem visse a enfermeira Cora Summers, linda, jovem, competente e com um passaporte rumo ao Caribe, diria: Ela tem é sorte! Mas seria sorte sofrer as pressões da enfermeira Hart, desde que pusera os pés naquele hospital do Caribe? Para afastá-la do dr. Kenning, que Cora adora­va, para arruinar a sua carreira, essa mu­lher fazia de tudo: dava-lhe as piores tare­fas, falava mal dela. E de nada adianta­vam beleza e juventude; de nada adianta­va amar aquele homem, porque ela ja­mais conseguiria apagar tantas mentiras. Para Philip Kenning o que Cora oferecia era um falso amor, um meio de agarrar-se ao emprego.

Bianca 101 - Perfume dos lírios do oriente - Sue Peters

Como esquecer os lírios do Oriente, que tinham inundado com um perfume inebriante a sala da embaixada, no dia do seu casamento? Um casamento de favor, é verdade, para salvar a vida de Netta, pois daquela guerra ela só escaparia se casasse com Joseph de Courcey. Ele não a amava, mas seria o dono de seus atos, de sua vida, de seu corpo, até que o compromisso terminasse. E agora, a salvo, Netta aguardava, desesperada, esse momento. Carregava o filho de Joseph no ventre e, no coração, uma paixão irremediável. Mas as palavras dele tinham sido bem claras: "Este casamento é uma mentira, é só para tirá-la daqui com vida".

Bianca 100 - Calúnia! - Jan Haye

Myrna Hope, convalescendo de uma forte pneumonia, partiu para a França para assumir o único trabalho que a sua saúde permitia: cuidar de uma jovem senhora que sofria do coração. Porém, no Castelo de Bois, convivendo com aquela família prepotente, Myrna sofreu amargas decepções. Vigiada, carregava até a suspeita de um roubo. Mas ali, também, encontrou o verdadeiro amor, um amor que nasceu ameaçado pela intriga. O Dr. De la Rue, o homem que despertou nela uma paixão voraz, jamais acreditaria na sua inocência. E ela, difamada, traída, indefesa, afundava cada vez mais para um abismo de onde ninguém, nem mesmo o homem que ela amava, conseguiria salvá-la.

domingo, 24 de janeiro de 2010

Bianca 99 - Relação Incestuosa - Charlotte Lamb

Sentada no parque, sozinha e sem esperança, Cléa implorava ao vento que varria as folhas para carregar também a sua tristeza. Aquele outono inglês estava matando o seu coração. Torturada, tinha deixado o sol e o calor da Grécia, levando na bagagem uma dúvida terrível: seria verdade que o austero Kerasteri, o seu padrasto adorado, nutria por ela uma paixão incestuosa? Fugira para Londres para esquecer e recomeçar nova vida, mas tinha encontrado uma tristeza ainda mais dolorosa: Ben Winter, aquele grego que ela amava perdidamente, o homem que tinha dado sabor e sentido à sua vida era um egoísta! Ele a queria apenas como um objeto de prazer.

Bianca 98 - Entre o amor e o prazer - Lynne Collins

A enfermeira Jéssica esperava há seis anos que Clive Mortimer marcasse a data do casamento, mas ele não queria assumir esse compromisso... ainda. Quando, então? Quando se cansasse de colecionar aventuras baratas? Que vergonha! Todos no hospital sabiam da sua história. Pior: de todas as suas amigas, só ela não se casara ainda. Era uma tonta mesmo. Será que não tinha chegado a hora de se entregar de uma vez a Lester Thorn, aquele estranho sedutor que a queria? Ainda mais que ele sabia como despertar seu desejo, como deixá-la louca de amor. Mas como poderia se entregar a Lester, se era Clive quem ela amava?

Bianca 97 - Casamento Cigano - Anne Mather


A música dos violinos, as fogueiras, a dança, o desejo que sentia por François... Quando percebeu, Dionne estava bebendo vinho da mesma taça que ele e trocando votos numa cerimônia de casamento cigano. Daquela noite de paixão e êxtase, o que restava agora? Um filho e a dolorosa certeza de ler sido usada e abandonada pelo milionário François St. Salvador. Mas três anos e a rejeição dele não haviam destruído seu amor, e ainda tremia só de pensar em revê-lo. No entanto, tinha de voltar à França e enfrenlá-lo. Só François poderia lhe dar o dinheiro para o tratamenlo do filho. E, pelo pequeno Jonathan, Dionne seria capaz de tudo. Até de se humilhar diante do homem que destruíra a sua vida!

Bianca 96 - Mentira que atormenta - Joyce Dingwell

Fiona sorriu, quando se lembrou de sua casa na Escócia, onde os campos eram verdes e cultivados, e não aquela planície sem fim, onde o capim parecia tremer sob o calor do sol. Sorriu, mas estava atormentada. Jamais pensou que, por amor ao seu sobrinho órfão, iria deixar a tia que a criara e o seu noivo, Gray, para viver numa fazenda na Austrália. Mas o pai do menino, que não conhecia Fiona, tinha exigido a tutela do garoto. Para ficar ao lado dele, Fiona mentiu e foi junto, fingindo ser cozinheira. E agora, estava com um terrível dilema: se ficasse, poderia perder o amor de Gray e, ao mesmo tempo, a companhia de seu querido sobrinho, pois sua mentira poderia ser desmascarada a qualquer momento...

Bianca 95 - A sedutora - Kay Thorpe

O destino mudou inesperadamente a vida de Claire, quando ela foi forçada a partir para a Tanzânia, em uma viagem que lhe traria amargas surpresas. Rica, bonita e mimada, Claire conseguia tudo o que queria. Mas no calor da agreste paisagem da Tanzânia, ela se apaixonou por Rod Gilvray, um homem para o qual ela não passava de uma boneca de luxo, fútil e egoísta. Inconformada, Claire resolveu usar todas as armas para atraí-lo. Sabia que Rod a achava muito sensual, e já que nunca conquistaria o seu coração, pelo menos teria alguns momentos de prazer ao lado dele. Mas, valeria a pena? Depois que tudo acabasse sua vida não se transformaria num inferno de angústia e solidão?

Bianca 94 - Preciso aprender a amar - Elizaberth Gilzean

Caminhando pelos longos corredores do hospital, Jane procurava ignorar os olhares invejosos que a espreitavam, só porque se tornara enfermeira-chefe. Havia mais coisas importantes com que se preocupar: a respon­sabilidade de dirigir sozinha todo o pavilhão Rossiter e os sentimentos confusos que a uniam ao jovem dr. Douglas e ao poderoso dr. Ian. Seu coração, que sempre fora solitário, agora enfrentava um dilema: Douglas a pedira em casamento e exigia uma resposta. Jane gostava de Douglas e de estar ao lado dele, mas seria aquilo o verdadeiro amor? Inexperiente, Jane perguntava por que sen­tia aquele estranho deslumbramento toda vez que Ian estava por perto.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Bianca 93 - Paixão Que Alucina - Mary Wibberley

– Você está insinuando que nós vamos ter um caso? – perguntou Anne, quando Garth estacionou o carro na tranqüila estrada, no interior da Inglaterra.
– E o que mais você acha que eu poderia estar dizendo?E, depois de um beijo arrebatador, Anne estremeceu. Garth Vanner não era um homem comum. E ela percebeu isso no momento em que se conheceram. Soube também que sua vida nunca mais seria a mesma. Porque ele era como uma força irresistível e ela não estava acostumada a se curvar diante de ninguém. Aquela estranha e violenta paixão só podia terminar mal: um acabaria destruindo o outro. Mas o que fazer, se o desejo os empurrava cada vez mais para beira do abismo?

Bianca 92 - Céu sem estrelas - Violet Winspear

A lancha atracou no cais da ensolarada ilha de Bayaltar, no Mediterrâneo, e Angie estava com o coração sufocado pela tristeza. Depois de tantos anos, tinha voltado para encontrar o homem a quem amava em segredo desde a infância. Mas agora Rique de Zaldo estava cego e tinha se tornado um homem desiludido, irascível. Angie imaginava sua penosa tarefa: permanecer dia após dia ao lado de Rique, como sua enfermeira, compartilhando o sofrimento das trevas em que ele vivia. Mas, se amava desesperadamente aquele homem o que mais importava? No fundo sabia. Iria ajudar Rique a reencontrar a alegria de viver. E assim, talvez, ele viesse a amá-la…

Bianca 91 - O Anjo e o Demônio - Anne Weale

No momento em que chegou a Camargue, no sul da França, Joceline ficou encantada com a paisagem agreste e com o “mistral”, o vento forte, típico da região. Mas o que ela não sabia é que seria hostilizada naquela fazenda isolada, onde sua prima vivia entre pessoas rudes do campo. Pouco a pouco, com seu jeito meigo, Joceline foi conquistando a simpatia de todos. Mas Gervais St. Aunes, cunhado de sua prima, insistia em manter uma atitude de desprezo. Apaixonada por ele, Joceline precisava sufocar seus sentimentos, porque Gervais só tinha olhos para a bela Célie, uma mulher experiente, que parecia conhecer todos os segredos do amor...

Bianca 90 - A mulher vulgar - Hazel Fisher

— Você é mais uma loira de olhos azuis que vem para cá para correr atrás de homens. Co­nheço seu tipo muito bem! — Lisa ficou mu­da de ódio, tinha sido avisada de que o major Mike era o terror das estagiárias naquele hos­pital do Exército. Mas nunca pensou que a ta­chasse de mulher vulgar, logo no primeiro en­contro. Jurou que o faria engolir os insultos. Mas ele também era um demônio moreno e tentador, que a fez conhecer o desejo e a fez ficar tão louca de paixão que Lisa sentiu me­do de perder a cabeça e se comportar real­mente como uma mulher sem escrúpulos, uma mulher vulgar!

Bianca 89 - Desejo perigoso - Rosemary Carter

No alto daquela imensa árvore, Jenny tremia, apavorada, olhando para o leão faminto que rugia ameaçadoramente. Bem perto dela estava Joshua Adams, o rico homem de negócios, que tinha trocado o conforto da América pela vida nas matas sul-africanas, Em cima daquela plataforma, de onde podia avistar toda a paisagem em volta, Jenny percebeu que ninguém viria em seu socorro. Cada vez mais apavorada, descobriu que estava a mercê de Joshua, e que o medo do leão não era nada, perto do pavor de ceder à tentação de se entregar às carícias ardentes daquele homem forte, misterioso e excitante como a própria vida nas selvas!

Bianca 88 - Destinos Marcados - Judith Worthy

Debruçada no convés daquele luxuoso transatlântico, olhando para o horizonte cinzento, Carole estava com o coração sombrio. Geoff tinha pedido uma decisão final: amava Carole e queria casar com ela. Mas as lembranças dos beijos de Stephen ainda estavam muito vivas. Stephen que a abandonara sem ao menos uma explicação! Quando o navio atracasse, ela precisaria dar uma resposta. Qual? Não sabia. Torturada pelo passado, pensava na segurança que o amor de Geoff podia oferecer-lhe. Seria injusto se unir a ele sabendo que, no fundo, seu coração ainda pertencia a Stephen?

Bianca 87 - O prazer de uma Vingança - Anne Hampson

Melanie olhava para o sol brilhante, para o mar da ilha de Creta e pensava em seu destino. Há sete anos desprezara Lean e agora estava ali, sendo subjugada pelo homem a quem abandonara. Estava ali pagando um preço, O preço por seu irmão ter roubado a família de Lean! Mas por que Lean tinha exigido que ela trabalhasse como camareira em seu hotel para saldar a dívida? Seria apenas uma vingança? Tudo ficou ainda mais confuso no dia em que ele a tomou em seus braços e com os lábios colados aos dele, Melanie descobriu, apavorada, que novamente sentia atra-Ção por aquele homem. O homem que agora só queria vingança e que a trata-. va como uma escrava!

Bianca 86 - Deserto de gelo - Lucy Bowdler


Jan tinha chegado ao Pólo Norte cheia de idéias e planos maravilhosos. Mas não esperava que uma enfermeira naquela região gelada vivesse um verdadeiro martírio.
Pouco a pouco foi se afeiçoando aos esquimós e sentia-se corroída de pena, lutando contra a falta de recursos para tratar dos pacientes. Em contato diário com a morte, Jan vivia com o coração partido: além de todas as adversidades, as cartas de Mark, seu noivo, tornavam-se cada vez mais raras. E Philip, o único homem atraente que conhecia, só se aproximava dela para hostilizá-la. Como poderia suportar a vida naquele deserto branco?