quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Bianca 85 - Passado amargo - Flora Kidd


Depois de três anos, Ellen foi obrigada a viajar até a Escócia e reencontrar seu marido para mais uma desilusão: ele continuava o mesmo homem prepotente, irascível e com o orgulho ferido por ter sido abandonado. Mas, mesmo assim, quando Dermid a tomava em seus braços, Ellen sentia-se arrebatada pelo calor de uma paixão louca, incontrolável, que no fundo sabia ser apenas atração física. Como poderia voltar para um homem que queria , apenas subjugá-la, quando só desejava ser amada... amada com muita ternura?

Bianca 84 - O vale das flores - Kathryn Blair

O Vale das Flores em Portugal! Quando Linda chegou naquele palácio maravilhoso para cuidar do filho do marquês Luís Fernando de Almada, pensou que tinha finalmente encontrado o lugar dos seus sonhos. Mas o destino quis que aquele paraíso se transformasse num inferno. Linda se apaixonou pelo homem errado, um homem orgulhoso, que a desprezava com um simples olhar. Desesperada, ela resolveu lutar por aquele amor, mesmo sabendo que ele poderia destruir sua vida para sempre. Que chances teria Linda, uma garota pobre e sem atrativos, de conquistar um homem tão rico e poderoso?

Bianca 83 - Prisioneira da desonra - Anne Mather

Beth era uma garota quieta e simples e educada quando saiu da Inglaterra e foi para as ilhas do Caribe acompanhando Willard, seu noivo, um riquíssimo fazendeiro. Mas bastou um olhar de Raul, jovem e orgulhoso empregado da fazenda, para que Beth sentisse pela primeira vez em sua vida a estonteante atração que uma mulher sente por um homem forte e viril. E, quando Raul a convidou para tomar banho de mar á luz da lua, Beth sabia que esse encontro lhe traria prazeres proibidos e traçoeiros... Mas, para uma mulher apaixonada, o amor é mais forte do que tudo!

Bianca 82 - A Cabana do Pecado - Elizabeth Graham

Quando acordou, sentindo o corpo dolorido, Dani não se lembrava mais do acidente que ocorrera com seu carro. Só percebeu a figura de um homem alto e forte que a amparava e a conduzia até uma rústica cabana no meio da floresta. Forçada a permanecer ali, pois as fortes chuvas haviam devastado toda a região, Dani sofreu um verdadeiro martírio na companhia daquele homem rude que a atraía e que ao mesmo tempo provocava nela a mais forte repulsa. Isolada do mundo, Dani sonhava com aqueles beijos sensuais, mas sabia que tinha que dar um jeito de fugir dali, antes que fosse tarde demais... Mas era impossível! Todos os caminhos para a civilização estavam bloqueados!

Bianca 81 - Segredo que atormenta - Anne Hampson

Jane caminhava pelas ruas de Atenas, contemplando as luzes que iluminavam a Acrópole, em meio às ruínas da Grécia antiga. Foi quando se viu arrebatada pelos braços daquele homem viril, que colou seus lábios aos dela, que Jane sentiu uma onda de sensualidade vibrar por todo seu corpo. Mas logo depois daquele beijo delirante, ele se afastou deixando bem claro que a considerava uma mulher "fácil". Perplexa, Jane percebeu que suas esperanças amorosas estavam destruídas. Aquele homem cínico só queria usá-la para ter alguns momentos de prazer. E, pior do que isso, ele estava agora interessado em sua melhor amiga...

Bianca 80 - O colar de pérolas - Violet Winspear


Os dedos dele visão de seus olhos cegos encontraram as pérolas do colar e começaram a acariciar a jóia, rodando pelo pescoço de Melissa. – Eu deveria apertar sua garganta até você não respirar mais... – Apesar do medo que Paul lhe inspirava, ela estremeceu de prazer quando ele, depois destas terríveis palavras, correu os lábios por sua boca, por seu pescoço macio e quente de desejo... Ela nunca sonhara que sua reação ao sentir o corpo de Paul colado ao seu fosse tão excitante, tão paradisíaca! E, enfrentando o perigo, decidiu se casar com esse homem que a odiava.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Bianca 79 - Desejo que alucina - Anne Hampson

Os olhos dele a olhavam febrilmente, a paixão desprezada consumindo seu orgulho. Tirou o robe de chambre e chutou-o para o lado com violência. Juliet tentou fugir, mas foi envolvida pelos braços fortes daquele homem que reivindicava seu poder de marido... E, antes que ela percebesse o que estava acontecendo, o corpo másculo, que lembrava o de um deus pagão, dominava o seu corpo frágil, nunca antes tocado por um homem. Nesse delírio, Juliet não imaginava que esse louco amor se transformaria em ódio, um ódio tão profundo que poderia levá-los à destruição!

Bianca 78 - Dois homens em minha vida! - Helen Upshall

O sorriso Claire alegrava o hospital quando ela dava atenção aos doentes e colegas. Considerada por todos uma vitoriosa na profissão, transmitia ums aura de felicidade1 que era totalmente falsa. O sorriso de Claire contrastava com a tristeza que seus olhos azuis refletiam... Tristeza de uma mulher que ansiava por um homem que lhe desse a doce vivência um grande amor, a sua. realização como mulher. E a tristeza de Clairc; aumentou auandc ela descobriu que os dois homens que amava jamais poderiam ser dela! Claire estaria destinada a viver sem amor?

Bianca 77 - Mentir não é pecado - Anne Hampson


E foi então que aquele homem forte, alto, bonito, a quem Judi nunca tinha visto, entrou em sua casa e disse: — Querida, case-se comigo! Agora, imediatamente! — A situação era tão irreal, tão absurda, que Judi não conseguia pensar com clareza. Seu cérebro parecia entorpecido, a voz morta na garganta. — Querida — ele repetiu —, não faça perguntas, diga somente que vai se casar comigo! — Judi sabia que não podia se casar, mas quando ele a tomou em seus braços, ela não conseguiu explicar nada e só teve forças para responder: — Sim, eu me casarei. Quando você quiser!

Bianca 76 - A estranha - Hilda Pressley


Ser considerada uma estranha era um sofrimento para Sara Martindale. Recém-formada em medicina, tinha ido para aquela pequena cidade do sul da Inglaterra com o coração cheio de esperança, vontade de se dedicar ao trabalho e, mais do que tudo, desejo de esquecer um passado! Então, por que todos a olhavam como se ela fosse uma intrusa? Seria por influência do jovem e poderoso dr. Jim Crombie, que a atacava diante de todos, com críticas ferinas e mordazes? Não importava o motivo de tanta hostilidade: Sara decidiu lutar e conquistar a cidade... e o amor desse homem orgulhoso e fascinante.

Bianca 75 - Anjo Loiro - Anne Mather

Alexandra era tão pura quanto uma criança. Criada num convento, não conhecia os segredos da vida e nem sabia a diferença entre a amizade e o amor que une um homem a uma mulher. Depois da morte do pai, foi viver numa fazenda no Uruguai, com Jason, seu tutor. E naquela região, bela e solitária, começou a perceber que seu coração palpitava de modo diferente quando via Jason e que seu corpo estremecia quando ele tocava nela... Era o começo do amor e, na sua inocência, Alexandra podia sofrer muito, entregando-se a um homem mais velho e experiente.

Bianca 74 - Férias na Holanda - Betty Neels


Que maravilha!, pensava Emma, deslumbrada por estar visitando um país tão lindo e ter oportunidade de conhecer gente nova e simpática. Feliz, dirigia seu Fordeco, quando sentiu uma batida. Fechou os olhos, na esperança de que não passasse de um pesadelo. Mas seus ouvidos receberam o som real de palavras duras e fortes. — Como ousa bater no meu carro? — Emma abriu os olhos e viu seu velho Fordeco preso à reluzente beleza do pára-choque de um caríssimo Rolls-Royce! E ali estava o dono, alto, fascinante, apontando-lhe o dedo acusador! Assim começaram as férias da jovem enfermeira Emma Hastings...

Bianca 73 - Noites de amor e ódio - Kay Thorpe


A tempestade fazia Dale estremecer de medo e frio, molhada até os ossos, andando e escorregando na lama da estrada deserta. Mas Dale não ia desistir! Tinha de chegar até a casa de Jos Blakeman, o famoso escultor, e fazer uma sensacional reportagem. Isso seria difícil, porque pior que a tempestade seria enfrentar aquele homem solitário, irascível, que detestava ser perturbado e que nunca, jamais, havia dado uma só entrevista. Dale, porém, estava decidida enfrentar Jos usando qualquer arma, especialmente as arma de uma mulher jovem e bonita..

Bianca 72 - Mulher sem alma - Janet Dailey

Segura por mãos vigorosas, Larissa foi puxada de encontro àquele corpo másculo e quente. Ouviu a respiração pesada dele e sentiu colarem-se em sua boca lábios úmidos e tensos, provocando um gosto de paixão! A doce angústia aumentou quando os braços dele a envolveram com tanta força que ela ficou a ponto de morrer sufocada. A vista escureceu, o mundo se acabou, naquele delírio de amor e medo... Mas Larissa, num fio de consciência, lutava para afastar aquele homem proibido, porque sabia que Tell só desejava provar que ela era pior do que uma mulher sem alma... uma mulher perdida!

Bianca 71 - Tudo Por Um Beijo - Janet Dailey


Quando Elizabeth conheceu Jed Carrel, seu cunhado, sentiu antipatia imediata, achando-o impetuoso e arrogante. Mas, quando Jed lhe deu o beijo de boas-vindas, que deveria ser casto e fraternal, sentiu como se um vulcão despertasse dentro dela, fazendo seu corpo ansiar de amor e desejo pelo cunhado! Ele partiu imediatamente e foi viver sua própria vida no exterior, ficando ausente por alguns anos. Só voltou quando Elizabeth ficou viúva... Por que teria voltado? Para lhe dar o amor há tanto tempo esperado? Ou para acusá-la de traição ao marido?

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Bianca 70 - Meu querido amor - Hilary Wilde


Clare estava feliz, imensamente feliz! Ia casar-se com Peter Wendell, o médico mais bonito e fascinante do hospital, e passar a lua-de-mel na Espanha... Feliz, porque não imaginava que o destino lhe preparava uma armadilha que poderia destruir todos os sonhos de amor de sua juventude. Apaixonada, não percebia que Peter, seu noivo querido, ia lhe causar uma surpresa tão dolorosa que a única maneira de não sucumbir de tristeza seria fugir para bem longe! Mas, haveria alguém ou algum lugar no mundo que pudesse fazer Clare se esquecer de tanta maldade?

Bianca 69 - Deusa ou escrava - Margaret Rome


Os caçadores de cabeças se aproximaram de Rebel e começaram a gritar, brandindo suas lanças, apavorando a jovem fotógrafa. Rebel tentou se refugiar nos braços de Luís Menéndez, o poderoso e fascinante peruano que a acompanhava em suas pesquisas na selva amazônica, mas ele a repeliu, dizendo-lhe palavras sarcásticas: "Os selvagens vão aprisioná-la na aldeia, porque confundiram você com uma deusa... a deusa dos cabelos de ouro!" Rebel, horrorizada, não podia acreditar que Luis Menéndez, o homem por quem estava apaixonada, ia abandoná-la nas mãos dos selvagens assassinos!

Bianca 68 - Doce engano - Helen Upshall

Por que Jocelyn voltou para o homem que já a tinha desprezado?
Por amor… ou sede de vingança?

Jocelyn pensou ter sepultado as cruéis lembranças de seu primeiro e fracassado amor. Mas, justamente quando estava noiva de um homem bom e rico, e cheia de esperança de encontrar a felicidade num casamento de paz e ternura, o passado ressurgiu para lhe trazer as horríveis desilusões de sua juventude. Richard Sheridan, o homem que a desprezara, desejava novamente torná-la sua escrava, para depois, já farto, voltar a abandoná-la. Jocelyn queria fugir, mas não tinha forças… Por uma noite nos braços de Richard, seria capaz de sofrer por toda a eternidade!

Bianca 66 - Amor tirano - Ivy Ferrari

Eu achava que o amor era um sentimento negativo, tirano, que só trazia infelicidade. Por isso, procurava afastar os homens do meu caminho e me dedicar inteiramente à minha carreira. Foi então que conheci Paul e me apaixonei por ele… Sonhava me casar, ter filhos e viver feliz ao lado dele, quando fui abandonada! Triste, magoada, novamente me afastei dos homens, até conhecer Martin Rowe… Os olhos dele me prometiam amor, muito amor! Será que, finalmente, eu iria encontrar a felicidade? Ou eu seria uma mulher predestinada a sofrer eternamente as tiranias do amor?

Bianca 65 - Ninguém foge do amor - Margaret Way


Renée era linda, rica, tinha tudo para ser feliz, mas sua vida era triste, porque a garota sofria com a falta de um amor verdadeiro. Obrigada pela mãe, mulher ambiciosa e má, a se casar com um rapaz fraco, oportunista e sem personalidade, Renée fugiu de casa e foi morar na Austrália, junto com uma tia que se afastara da civilização para se dedicar à pintura. E lá, numa região linda, junto à natureza, a garota pensou ter encontrado paz e alegria... Mas o destino lhe preparava uma nova armadilha. Renée se apaixonou por um fazendeiro rude, belo e... insensível!

Bianca 64 - Um Homem Proibido - Hazel Fisher

Coral se entregou ao amor de Grant e só então descobriu que ele era um homem proibido!

Coral tentava enganar a si própria, justificando sua ida ao velho casarão sozinha com Grant, dizendo que precisava ver a reforma da casa que lhe era tão querida. Mas ela sabia que havia perigo, perigo ainda maior quando entraram no quarto principal... Durante alguns segundos, os dois se encararam, e o desejo que Coral viu nos olhos dele, espelho dos seus próprios olhos, a deixou trêmula e amedrontada. Aquela cama tão macia, tão grande, era uma tentação diabólica! Se ela fosse sua esposa, seria uma noite de amor e loucuras... Mas Grant era casado com outra mulher!

Bianca 63 - Pássaro ferido - Anne Mather

O lugar era assustador, com a mansão no alto do morro açoitada pelo vento e as ondas quebrando nos rochedos. Sara não tinha medo de ficar sozinha no sombrio e velho casarão Ela sempre vivera sozinha, abandonada. Sofrendo do coração, os médicos a proibiram de ter emoções fortes e ela vivia como uma flor estéril, sem conhecer as delicias de um simples beijo. Mas, quando Sara abriu a porta e viu aquele homem a sua espera, soube que a hora da verdade havia chegado. Ele era o homem de sua vida! O homem que podia lhe provar que o amor era mais forte que a morte!

Bianca 62 - Lágrimas nos olhos - Elizabeth Petty

Abandonada, Stella ainda teve forças para lutar, na conquista de um novo amor!

A lua iluminava o avião que sobrevoava o Atlântico em direção ao Canadá. Os passageiros dormiam, menos uma garota de coração partido, que fugia da lembrança do homem que a tinha desprezado.
Stella ia para longe, tentar esquecer a ingratidão de Adrian, o noivo que a abandonara dias antes do casamento. Mas, como esquecer? Stella carregava, em sua bagagem, restos dos beijos, carinhos e momentos de paixão e loucura que havia trocado com Adrian! O dia começou a clarear e, por entre lágrimas, Stella divisou as terras que eram a promessa de uma nova vida… talvez de um novo amor!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Bianca 61 - O encantador de serpentes - Suzanna Lynne

Gillian não estava preparada para enfrentar o mundo hostil que se delineava à sua frente, depois da morte do pai. Recém-saída de uma escola de freiras, foi mandada para um país semi-selvagem da África, para cuidar da fazenda que recebera como herança. Sozinha, Gillian recebeu ajuda de uma velha criada, misto de doméstica e feiticeira. Conhecedora de todos os segredos e perigos, a velha ensinou Gillian a conviver com os selvagens e animais da floresta. Só não lhe ensinou o modo de enfrentar Dirk von Breda, o dono da fazenda vizinha, que tratava todas as mulheres como suas escravas…